Bring Your Own Application (BYOA): O que é?

(0)
Publicado em 24 de agosto de 2016

BYOD -> BYOA

Totalmente correlacionado com o fenômeno contemporâneo do BYOD – Bring Your Own Device (1), o BYOA – Bring Your Own Application significa, literalmente, a possibilidade do colaborador da empresa trazer (e usar) sua própria aplicaçãopara o ambiente corporativo/empresarial.

mobile apps HD 02

Ao aderir a essas duas tendências, a empresa possibilita que os seus colaboradores utilizem as ferramentas e aplicativos que acharem melhor para trabalhar, ou que estejam mais habituados, treinados, etc. Além de confortável para eles, essa opção permite, eventualmente, que a organização reduza os seus custos com as aquisições de dispositivos e softwares.

Além das vantagens já citadas no artigo sobre BYOD – Bring Your Own Device (1), vemos que o BYOA – Bring Your Own Application, vem com algumas outras questões que, da mesma forma, aumentam a produtividade do colaborador e das equipes, e também a sua satisfação. Exemplos comuns e bem conhecidos e já colocados em prática por muitas empresas, é a opção de permitir que os colaboradores acessem arquivos da empresa através de suas próprias contas pessoais em aplicativos como Dropbox ou Google Drive, além de diversos outros aplicativos que podem ser usados nos eu horário de trabalho, como agendas, utilitários, etc.

mobile apps HD 06

 

A adoção do BYOA demanda segurança adicional

Semelhantemente ao artigo sobre BYOD – Bring Your Own Device (1), temos que ficar atentos as possíveis brechas na segurança abertas por essas tendências. Olhando na vertente das aplicações vemos que este é um mundo bastante complexo, onde a origem das mesmas são inúmeras, já que “qualquer” pessoa, com conhecimento necessário, pode criar um aplicativo. Sendo o mesmo desprotegido, isso pode ser altamente danoso para o ambiente empresarial. Outro aspecto bastante sensível é a potencial exposição dos dados corporativos, fato que merece uma atenção especial para que seja controlado adequadamente e possíveis riscos sejam mitigados.

Para garantir a segurança exigida e necessária, pelo exposto acima, é altamente recomendável a utilização de ferramentas de gestão de dispositivos móveis (3), ou em inglês, Mobile Device Management (MDM) tool, que além de dados, dispositivos, também pode gerenciar aplicações, através de políticas previamente definidas e aplicadas de forma compatível com o perfil de cada usuário, com isso tornando o ambiente muito mais seguro.

mdm HD 09

Este contexto de Mobile Device Management (MDM) é apresentado e trabalhado em série de artigos deste BLOG e continuará a ser abordada nos próximos posts.

 

(1) Acesse outros posts sobre MDM/Mobilidade (clique AQUI)

(2) Acesse outros posts sobre Redes WiFi (clique AQUI)

(3) Experimente GRATUITAMENTE o MaaS360 (Clique AQUI)

Colaboraram: Ygor Nogueira e Paulo Florêncio

AutorPaulo Florêncio Categoria

Related Posts

Deixe um comentário